Os sucessos da técnica da Natureza estão patentes à nossa vista mas a sua elaboração de melodias é para nós perfeitamente impenetrável.
A técnica da Natureza tem isso de comum com a produção de qualquer obra de arte. Nós vemos muito bem como a mão do pintor distribui na tela manchas de cor, umas após outras até que o quadro se nos apresenta pronto; mas a melodia da composição, a melodia que move a mão, escapa-nos absolutamente.

Toda a poesia vive de representações das variadas maneiras de ver o mundo e das suas coincidências. Mas precisamente a poesia assenta no príncipio da última possibilidade de compreensão dos outros.


Jakob von Uexkull (naturalista)

terça-feira, 15 de abril de 2008

Cavalos selvagens













Óleo sobre tela à espátula (1,50x80)

4 comentários:

Anónimo disse...

Gosto mais de éguas. Feitios!!!!!!!!

Marco fortunato disse...

Artistas plásticos como o senhor em cada mil menos de dez conseguem atingir o patamar onde as cores das suas telas transportam a mistica de vida e realidade. parabens por toda a sua obra.

Anónimo disse...

gostei muito do que vi,tambem sou pintor, e digo lhe que tem um estilo muito proprio parabens.ANTONIO SALGUEIRO

Estranha pessoa esta disse...

Muito bonito :)

Gostei muito de o conhecer. É sempre de um enorme prazer conhecer pessoas com talento, alma e ainda por cima simples.
Muitos parabéns pela sua obra e por ser quem é.

Tem lá no meu estaminé http://paraladomiocardio.blogspot.com/

Uma justa homenagem para si :)

Um abraço grande aqui destes lados de Montejunto.

Filipa Ferreira... a tal rebelde :)